quinta-feira, janeiro 11, 2018

Pão de aveia | sem gluten | sem lactose | sem açúcar | sem ovos




Verdade, mas também não é nenhum espanto. Já tenho dito varias vezes, que para mim, pão faz-se com agua, farinha, sal e fermento. E este não é diferente!

O que vamos precisar:
40 cl de agua morna
1 colher de sopa de azeite
240g de farinha de aveia sem glúten - usei da marca Bauckoff
110g de polvilho doce
100g de farinha de arroz
1 colher de sobremesa de sal grosso
1 saquinho de fermento seco para pão (usei da Schar)
1 colher de sobremesa de goma xantana (opcional) 



Mãos na massa:
Na cuba da batedeira deitar os ingredientes pela ordem acima. Com as varas de massa, amassar durante 10 minutos ou até estar tudo bem ligado. 

Forrar uma forma de bolo inglês e verter a massa lá para dentro. 


Com o forno pré aquecido a 50C deixar por uns 30 minutos o pão fermentar. Se estiverem com pressa podem saltar este passo, o da imagem não levedou foi directo para o forno uns 40-45 minutos a 180C (façam o teste do palito pois os fornos são todos diferentes)! 
Fácil não é? Toca a meter as mãos na massa.

sábado, janeiro 06, 2018

Bolo rei um pouco diferente e super rápido | sem gluten

Em dia de Reis o que é que não pode faltar? O bolo Rei!!!! Aqui há tempos já tinha feito um, mas desta vez queria fazer diferente.

Queria um bolo Rei que além de ser sem gluten, não poderia ter frutas cristalizadas pelo meio, não apreciamos. Por cima sim só mesmo para dar o ar de bolo Rei, mas depois dá para retirar ehehehe. Frutos secos também não muito. Hummm!!! 

E depois não queria perder tempo a amassar e mais tempo a fermentar, queria uma coisa fofa, doce, sem muito açúcar, e rápida de se fazer. 

E vai daí misturei duas receitas antigas do blog esta e esta e saiu este bolo Rei. Atenção aos que adoram mesmo bolo Rei, que este é um primo ok? De sabor e textura diferente mas que cá em casa gostámos mais.





O que vamos precisar:
25 cl de leite morno 
8 cl de agua morna
1 ovo 
100 g de margarina
Raspa de 1 limão 
Raspa de 1 laranja

100 g de margarina
180 g de farinha Doves Farm Self Raising
200 g de farinha Schar Mix Pan
50 g de amido de tapioca
25 g de farinha de milho 
1 + 1/2 colher de sobremesa de goma xantana
100 g de açúcar

Fermento seco (usei metade de um pacotinho Schar)


Mãos na massa:
Na cuba da batedeira (com as varas para massa) introduzir os líquidos, a margarina partida em pedacinhos e as raspas de limão e laranja. Depois o açúcar e as farinhas. Por fim o fermento. 
Amassar por 15 minutos.

Assim que tenham a massa pronta, e com a ajuda de um pouco de farinha de milho, sobre uma folha de papel vegetal, retirem a massa da cuba da batedeira e fazer um rolo, que dpois vão unir, as pontas uma à outra, de maneira a formar um circulo aberto no meio. 

Deixar fermentar um pouco em local morno, pode ser dentro do forno morno (antes aquecido a 50ºC). Passados 10 minutos batam um ovo e pincelem o vosso bolo Rei e decorem com as frutas cristalizadas, e/ou frutos secos, açúcar em pó e neste caso coloquei, ainda, um recheio de coco. 

Porque este bolo Rei não tem quase açúcar, para ficar um pouco mais docinho e húmido, fiz uma  pequena abertura, em vários pontos do bolo Rei, já com ele formado e pronto, e preenchi-as com este recheio:

Para o recheio/cobertura:
Num recipiente juntar 60 g de açúcar, 100 g de coco, 3 colheres de sopa de leite e um ovo batido. Envolver bem com uma colher para que todos os ingredientes fiquem bem ligados.

Depois levem-no ao forno a 180ºC durante 30 a 40 minutos. Façam o teste do palito para ver se está cozido, pois os fornos são muito diferentes uns dos outros. 

Bom apetite e Feliz dia de Reis.
*Bj sem espiga







sexta-feira, dezembro 29, 2017

Pasteis de bacalhau | Sem gluten


Sempre me lembro de os pedir à minha mãe, mas....nem ela se dava bem com eles, nem eles com ela! Ficavam tão feios, coitadinhos. Nunca soubemos porquê, na verdade também não investigávamos muito, culpávamos a batata, ou o óleo demasiado quente....enfim! Era sempre a minha tia que me safava.

Hoje fiz, mas para congelar. Depois vou fritá-los para ter como entrada na mesa de fim de Ano. Tão bons, e sempre serve de entrada como de saída, ahahah antes da meia noite e depois da meia noite....que também costuma dar a larica pois a noite é longa.



O que vamos precisar: 
Para 30 pasteis de bacalhau (não muito grandes):

400 gr Batatas Cozidas
400 gr Bacalhau Cozido
1 Cebola
2 Dentes de Alho Ralados
2 Ovos
Salsa Picada a gosto
Sal e Pimenta a gosto
Azeite para fritar (opcional, podem usar óleo)


Mãos na massa:

Cozer as batatas com pele. E num outro tachinho cozer o bacalhau.
Assim que cozidos, tirar a pele às batatas, cortá-las em cubos e esmaga-las com a ajuda de um garfo.
Com o bacalhau vamos limpa-lo de peles e espinhas e desfiá-lo.

No recipiente das batatas já esmagadas, adicionar o bacalhau e misturar tudo muito bem.
Picar a cebola, os alhos e a salsa e misturar também, na esmagada de batata e bacalhau.
Temperar com pimenta e sal. 
Por fim adicionar os ovos e envolver até ganhar consistência.

Aquecer uma frigideira com azeite (prefiro) e com a ajuda de duas colheres formar os pasteis, se não souberem ou preferirem formem pequenas bolinhas, também dá!
Fritem-nos e à medida que ficam lourinhos coloquem-nos sobre um prato com papel absorvente.

depois é deixar arrefecer e estão prontos a comer.
Bom apetite
*Bj sem espiga


quinta-feira, dezembro 28, 2017

Creme Brûlée | Sem gluten

Este creme fez sucesso no meu aniversario e não é que voltou a fazer sucesso também no Natal? E atenção....nada sobra, nunca. Vai todo! Ou é mesmo bom ou faço pouco ahaahha

Se têm duvidas em qual a sobremesa que vão fazer para a viragem do ano, meus amigos é esta! As vossas duvidas acabaram.

O creme brûlée é muitas vezes confundido com leite creme mas para mim nada tem a ver. Nem em textura, nem em sabor! Este é 20 vezes melhor. A primeira diferença é que este creme não leva pitada de farinha ao contrario do leite creme (interdito a Celiacos). A segunda diferença é que não temos de estar a olhar por ele, ao lume. Vai ao forno e fica lá "esquecido". A terceira diferença o saboorrrrr a baunilha e a sua textura tãoooo cremosa que até dá raiva, pois apetece comer sempre mais uma colher (nunca é só uma).

A imagem não conta o que vos quero transmitir. A crosta de açúcar mascavado foi feita com a ajuda de um mini maçarico que tenho em casa, mas que não produz o efeito queimado que quero (tenho de comprar um). Por dentro (foi para levar para casa do mano, não dava jeito dar-lhe uma colherada) fica mesmo amarelinho contrastando com o queimado e crocante de fora. Ahahahahah é otimo!!!  



O que vamos precisar:

1/2 litro de leite
1,5 dl de natas
1 vagem de baunilha 
8 gemas
200 gr. de açúcar branco
Açúcar mascavado, para queimar.

Mãos na massa:

Levar o leite ao lume com as natas e as sementes da vagem de baunilha. Deixar levantar fervura.
Retirar o leite do lume e deixar repousar,  uns minutos, para ganhar sabor. Findo esse tempo, coem o leite.
Bater as gemas com o açúcar. Adicionar o leite, mexendo sempre.
Distribuir a mistura por pequenas taças de louça que possam ir ao forno ou numa maior, como a que usei na foto.

Pré-aquecer o forno a 150C.
Em banho-maria levar as tacinhas ao forno, por 40 minutos, ou até que o creme fique firme, tal como a receita original. 
Se fizerem como eu e optarem por uma taça maior vai demorar mais tempo, entre 1h a 1h30, dependendo de forno para forno. Vão verificando espetando com um garfo o creme. Assim que esteja firme, e não liquido, retirem-no do forno. Deixem arrefecer e levem-nos ao frigorífico até serem servidos. 
Na altura de o levarem para a mesa, polvilhem o vosso creme com açúcar mascavado e queimem-no com um maçarico ou no grill do forno.

Não se vão arrepender de o fazer, muito menos de o comer! É que é mesmo bom! 

*Bj sem espiga e 
deliciem-se 

|A receita original é do blog Cabaré do Goucha, podem ver aqui 










domingo, dezembro 24, 2017

Bolo de Natal sem Gluten com pasta de açucar

Ultima entrega 📦 antes do Natal! Este Pai Natal 🎅🏼 vai para casa de uma família passar a consoada! 💫🎄😻 espero que gostem! 
Bolo de cenoura 🥕com recheio e cobertura de ganache

 

 


 🍫


sábado, dezembro 23, 2017

Sonhos de Natal sem gluten - com Maizena

Pois é Maizena está sempre presente, não há 150 anos, mas desde que me lembro de ser gente! Até me ajudou a "sobreviver", não acreditam? ora vejam aqui.

Hoje esteve presente nestes sonhos, belissimos que adorámos! E sim andamos em testes de sonhos. O mais que tudo preferiu estes, diz que os anteriores lhe sabem a farturas ahahaha. Já eu gostei de ambos! Gulosa 



Ficaram um pouco escuros porque deixei aquecer demasiado o óleo. 


Abri um para verem a massa por dentro!




O que vamos precisar:

40 cl de agua 
50 gr de Maizena 
200 gr de farinha Mix Schar Pan (sem gluten)
50 gr de Manteiga sem sal
30 gr de açucar (opcional, podem nem colocar, como depois são polvilhados com açucar e canela ficam bem docinhos)
5 ovos
1 casquinha de limão
1 pitada de sal 

Mãos na massa:


Levar ao lume a agua, a manteiga, o sal, a casquinha de limão e o açúcar, caso queiram.
Assim que levantar fervura, retirar a casquinha de limão e adicionar as farinhas. Mexer tudo com uma colher de pau até que se forme uma bola de massa. 

Retirar a massa para dentro de uma tigela grande ou alguidar, arregacem as mangas e amassar até arrefecer. 


No fim juntar os ovos à massa um a um, batendo sempre em cada adição. Aqui podem bater à mão ou com a ajuda da batedeira mas com as varas para massa.


Há quem pense que se deixarem assim a massa, com alguns grumos, não resulta! Não se preocupem que eles desaparecem depois, quando fritos. E sim resulta, não deitem a massa fora!

Bj sem espiga e deliciem-se.





Sonhos sem gluten (com farinha de arroz)

Já não há desculpa para que os celiacos não tenham na mesa de Natal iguarias sem gluten. Vamos parar de dizer que não podemos, Yes we Can!! ahahahah 

Ainda vão a tempo de fazerem estes sonhos, levarem-nos até casa de quem vão passar o Natal e poderem comer em segurança, sem gluten. E podem seguramente partilhá-los com a família! Vão gostar, vão ver!






Abri um para verem a massa por dentro!


O que vamos precisar:

125 ml de leite
125 ml de agua
50 gr de manteiga sem sal
1 casquinha de limão 
1 pitada de sal
25 gr de polvilho doce
125 gr farinha de arroz (usei Ceifeira)
4 ovos 

Mão na massa (mesmo):


Levar ao lume a agua, o leite, a manteiga, o sal e a casquinha de limão.
Assim que levantar fervura, retirar a casquinha de limão e adicionar as farinhas. Mexer tudo com uma colher de pau até que se forme uma bola de massa. 

Retirar a massa para dentro de uma tigela grande ou alguidar, arregacem as mangas e amassem até arrefecer. 


No fim juntar os ovos à massa um a um, batendo sempre em cada adição. Aqui podem bater à mão ou com a ajuda da batedeira mas com as varas para massa.

Há quem pense que se deixarem assim a massa (parece ovos mexidos) não resulta! Não se preocupem se ficar com grumos, eles desaparecem depois, quando fritos. E sim resultem, não deitem a massa fora!


Com o óleo quente deitar colheradas de massa até ficarem douradinhos e fritos. Há um truque que costumo fazer, enquanto fritam, pica-los com um palito para que rebentem e cresçam mais. 

Depois de bem louros, retira-los para papel absorvente. Polvilhar com açúcar e canela e deliciem-se.

Bom Natal 
*Bj sem espiga







sexta-feira, dezembro 22, 2017

Prendinhas de Natal feitas em casa para oferecer com o coração

Fazer as prendinhas para oferecer no Natal já é tradição cá em casa.
E este ano decidimos ter a ajuda dos blogues As receitas da mãe Galinha e da Intrusa na cozinha que nos inspiraram com as receitas destas bolachinhas/biscoitos para estes miminhos bons, claro que, adaptámos à versão sem gluten.  

A receita das bolachinhas de canela podem ver aqui 
A receita das bolachinhas de castanha aqui 



Depois de deixar arrefecer, as bolachinhas foram colocadas em frascos.



Em outros frasquinhos colocámos gengibre, coco, Pera e dióspiro.... 


Em saquinhos chá de perpetua roxa e de carqueja.


Depois fizemos uns conjuntinhos personalizados para cada menina da família com uma mensagem personalizada de Boas Festas. Um miminho nosso!


quarta-feira, dezembro 20, 2017

Biscoitos de castanha | Sem gluten



Mais uma fornada de bolachinhas para oferecer no Natal. Desta vez usei a receitinha do blogue "Intrusa na cozinha" com a farinha de castanha que eu adoro da marca Amalgama. E ficaram otimas.  

A receita podem ver aqui 
Para a versão sem gluten substitui, na mesma quantidade,  a farinha de trigo por farinha sem gluten da Doves Farm Self Raising e como não tinha noz usei amêndoa, por isso ficaram mais clarinhos, mas bons na mesma, diga-se!!!