domingo, dezembro 04, 2016

Bolachas de alfarroba e mel | sem gluten


Ontem, já que o dia não estava para passeios e que convidava a ficar por casa, decidi fazer umas bolachinhas caseiras assim mais saudáveis mas com um ar de gulosas, para oferecer no Natal. 
Adoro fazer bolachas, estender a massa, poder usar os cortadores e deixar a casa mais quentinha e com um cheirinho bom ... é musica para os meus ouvidos!!!



Depois de as fazer coloquei-as em frascos pequenos, do IKEA e etiquetei-os. Assim sempre dá para oferecer estes frasquinhos com um ar mais de aconchego ;) e a pessoa pode sempre aproveitá-lo depois.
Quem diz frascos diz caixas de papel ou até de lata alusivas ao Natal, na TIGER existem a 1 e 2 €.





O que vamos precisar:

170 gr de farinha sem gluten, usei da marca Nacional (já tem fermento) *
50 gr de farinha de alfarroba 
1 colher de sobremesa de goma xantana *
80 gr de margarina (não derretida)
5 a 6 colheres de sopa de mel 

*Nota: caso usem a farinha da Doves farm, já tem goma xantana, portanto não coloquem. Coloquem sim uma colher de fermento, já que é uma farinha sem fermento.  

Misturar todos os ingredientes numa liquidificadora/misturador/processador. A massa fica género aquelas pastas de figo, sabem? 

Numa superfície limpa estendam a massa à medida que vão cortando e colocando num tabuleiro, de ir ao forno, forrado previamente com papel vegetal.

Levar ao forno a 190ºC entre 15 a 20 minutos (depende da grossura da vossa bolacha - aconselho a irem deitando o olho).

Deixar arrefecer numa rede ou grelha. 

|receita adaptada do blog bocadinhos de açúcar 

*Bj sem espiga 
Bom apetite 

terça-feira, novembro 29, 2016

Tapioca Oca

Este fim de semana fomos conhecer o Tapioca Oca. Situa-se em Lisboa, Santos, e lá podemos encontrar refeições e/ou lanches sem glúten.

Assim que entramos o espaço é muito pequenino mas tão amoroso e acolhedor que dá vontade de ficar. Todos os cantinhos são aproveitados para ter um miminho ou um aconchego.O cheirinho bom dos recheios de doce de leite e chocolate que se mistura com o cheirinho bom das crepiocas, faz-nos querer pedir mais delicias desta casa, uma atrás da outra. 

O atendimento é super agradável e atencioso e repara-se que é tudo feito com muito amor.


A rainha da casa é a tapioca, a partir daqui escolhemos a base da nossa refeição:  simples só tapioca ou crepioca - tapioca+ovo. 
Os recheios podem ser os mais variados desde salgados ou doces é só escolherem, preparem-se que a escolha não é fácil.


Para além disto têm ainda os sumos naturais, deliciosos. O pão de queijo, as paçocas e as saladas têm ótimo aspeto também. 

 

Decidimos escolher uma crepioca como base de uma piza de frango e como sobremesa  uma tapioca de doce de leite. Gostámos BASTANTE da crepioca, a massa em si é muito bem feita, e vem muito bem recheada.

A tapioca, ele adoro-a já eu achei-a muito doce, mas culpa minha quem me mandou ser gulosa e escolher este recheio ehehehe 


Para beber escolhemos o sumo de melancia e beterraba, otimo também. 
Para acompanhar o café, pedimos uma paçoca.


Gostámos de conhecer a Tapioca Oca. 

segunda-feira, novembro 28, 2016

Ovos de linhaça? O que é isso?

Quem é intolerante aos ovos ou quem não os coma por opção, sabe bem do que falo. Pois é, a linhaça moída é uma das alternativas para substituir os ovos em receitas, daí o nome - ovos de linhaça. Mas como funciona?


O truque é: por cada ovo, uma colher de sopa de linhaça moída e três de agua morna. Fazendo um exercício simples se uma receita levar 3 ovos teremos de substituir por 3 colheres de sopa de linhaça e 9 colheres de sopa de agua morna.
Ao fim de poucos minutos a mistura liquida transforma-se num gel com uma consistência semelhante à do ovo.




Eu já o fiz em algumas receitas, tanto de pão como de bolos, para poder testar, até porque me questionam de vez em quando sobre estas substituições e como sou bastante curiosa gosto de as testar, para ver se funciona de verdade. Esta funciona mesmo bem!


Existem outras alternativas tal como a chia ou a polpa de fruta, mas os Ovos de Linhaça é o que acho mais conveniente pois não altera nem o sabor nem a cor dos nossos preparados.

domingo, novembro 27, 2016

Waffles Saudáveis sem gluten, sem ovos, sem açúcar, sem gordura

Por aqui já temos um cheirinho a Natal🎄 ! De manhã ficou pronto o Presépio e a Árvore de Natal. De tarde estivemos de sofá, filmes, mantas e meias quentinhas, mas estava-nos a faltar qualquer coisa. Estes wafles!!!! Maravilha😜    




Já desde ontem que não me saiam da cabeça quando os vi no blog Recanto com Tempero, adaptei a receita para a versão gluten free e cá estão eles. 

Aproveitem que estes são sem culpa - sem gordura e sem açúcar.

O que vamos precisar (para 5 a 6 crepes) 
1 ovo
1 iogurte natural 
1 banana
4 colheres de sopa de flocos de aveia sem glúten
2 colheres de sopa de farinha sem glúten (usei Doves Farm )

Misturar tudo numa liquidificadora e está pronta a massa👊🏼❤️🤗 como não tem qualquer tipo de gordura adicionada, não se esqueçam de untar as placas da máquina, para a massa não agarrar (untei com óleo de coco).






segunda-feira, novembro 21, 2016

Salmão com batata doce e ananás caramelizado | Sem gluten

Quem disse que as segundas têm de ser cinzentas?



Depois do trabalho passei no Lidl e comprei uns lombinhos de salmão. Nada mais fácil para o jantar. Aliás, os meus pratos de salmão são quase sempre o desenrasca. As segundas não precisam ser cinzentas nem complicadas. Preciso delas simples e cheias de cor! Foi o que aconteceu no pratinho de jantar de hoje!


|Descongele os lombos de salmão.
|Ligue o forno a 190ºC e coloque a batata quente, enrolada em papel prata.Se preferirem podem cozer em vez de assar.

|No fundo de um pirex coloque um fio de azeite e uns dentes de alho partidos ao meio.
|Coloque os lombos em cima dos alhos (para não agarrarem ao fundo). Por cima, tempere com sal q.b., regue com mais um fiozinho de azeite e polvilhe com tomilho.
|Leve o forno até estar cozinahdo a gosto. Atenção que é rápido.

|Coza o feijão verde, arranjado e preparado, em água temperada com sal. Assim que esteja al dente retirar da agua e reservar.
|Regue o fundo da frigideira com um pouco de azeite, alguns dentes de alho bem picadinhos e coentros também picadinhos. Deixar alourar um pouco e junte o feijão verde para saltear.

|O ananás é caramelizado numa frigideira com um pouco de mel.


*Bj sem espiga
Bom apetite

Papas de aveia de banana e alfarroba | sem glúten

A receita que vos trago hoje não é nova, são papas de aveia. Existem 1001 maneiras de confecciona-las, mas estas deixaram-me primeiro com agua na boca (quando as vi) e depois aqueceram-me a alma, consolaram-me a barriga e saciaram-me a fome, na verdade adorei-as!

Quando faço papas de aveia costumo juntar-lhes mel, mas confesso que não me agradava lá muito esta adição de açúcar, ainda que fosse mel. Andei pela Internet e deitei o olho numa receita que me fez saltar imediatamente para a cozinha. 

Têm um ar achocolatado, mas não levam chocolate! Alfarroba é o segredo, para lhe dar a cor de chocolate.
Têm um sabor adocicado, mas não levam açúcar! A banana é o segredo.
Tudo natural e de sabor tão guloso. Experimentem que vão gostar.



 O que vamos precisar: (receita retirada do blog a Pitada do Pai)

1 chávena de leite de soja (pode usar outra bebida vegetal ou água)
6 colheres de sopa de aveia
1 banana
1 colher de sopa de farinha de alfarroba
1 pau de canela
1 raspa de limão q.b
1 pitada de sal

Mãos na massa:
Num tacho, levar a lume brando, o leite, a aveia, a farinha de alfarroba, o pau de canela, a raspa de limão e o sal.
Cortar a banana em pedaços pequenos e adicionar. Mexer até levantar fervura e está pronto a servir.
No final triturei tudo com a varinha mágica. Se quiserem podem acrescentar sementes, fruta ou um quadradinho de chocolate.


*bj sem espiga
Bom apetite


sexta-feira, novembro 18, 2016

Tarte rústica de pêras sem glúten

Esta tarte ficou exactamente como a imaginei, torta, rústica e com muito sabor a fruta.



Apetecia-me fazer algo doce para o fim de semana, mas ao mesmo tempo apetecia-me fruta. E que tinha eu em casa? 1 banana, 1 maçã e 5 pêras Tchrammmmm pêras, isso mesmo!





O que vamos precisar:
Para o recheio:
3 pêras + 1 maçã (porque não tinha mais pêras)
Sumo de meio limão 
4 colheres de sopa de açúcar mascavado
2 paus de canela 
1 colher de sobremesa de nós moscada
1 estrela de anis
+
1 base de massa folhada da Croustipate sem gluten.

Mãos na massa:
Levar a lume brando as pêras e a maçã descascadas em fatias finhinhas e sem pele, com todos os ingredientes acima. Deixar apurar até que a fruta fique mole. 

Forrar uma tarteira com uma base de massa folhada da Croustipate, sem gluten, deixando o papel que já vem com a massa. Picá-la com um garfo e verter o recheio de fruta por cima. 

Com as outras duas pêras cortá-las em metades e depois golpeá-las em fatias finas, deixando-as agarradas pela ponta. Colocá-las em cima do preparado de fruta, abrindo-as em leque, tal como a foto.

Fechar a tarte com as sobras de massa, à volta. Já não fui a tempo e só me lembrei disso já quando estava no forno, ainda tentei fazê-lo, mas daí ter-se partido à volta. 

sábado, novembro 12, 2016

Pão do Lidl sem gluten

Pois é, o Lidl tem à venda dois preparados de pão sem gluten, um rústico e outro branco. Decidi trazer duas embalagens, uma de cada, aproveitei a promoção. 
Quando vi que a massa podia ser moldável, em vez de lhes dar a forma de um pão inteiro dei largas à imaginação fiz três baguetes.

Pontos a favor:
 A facilidade de preparação:
é simples, basta misturar o mix de farinhas com o fermento e adicionar, por sugestão deles, óleo e água. Adicionei em vez do óleo, a mesma quantidade de azeite.

- não é necessário máquina de fazer pão, apenas bater a massa na batedeira e deixar a massa levedar, simples.

Pontos contra: 
O  sabor:
- esperava mais sabor a pão, não fiquei lá muito convencida. 
- a textura do dia seguinte, muito rija. para torradinhas é bom.

Gostei de experimentar este novo produto, mas...vou certamente continuar a fazer o "meu pão" caseiro!




 
 
 

quinta-feira, novembro 10, 2016

Salada de atum e pimentos doces



Comi esta salada em Espanha e ficámos rendidos. Fiquei com ela no pensamento e quis fazer em casa. Desde que a provei já é a terceira vez que a faço. É gulosa e serve tanto de petisco como de jantar para dois, com um paõzinho torrado não há melhor. O sabor do vinagre contrasta com o doce do mel e dá o toque perfeito a esta salada.

E sempre que a faço pedem-me a receita. 
Pode servir-se fria ou  quente, numa mesa de festa, junto de mais pratos, ou num dia que não se quer ter trabalho mas temos de jantar qualquer coisa!

Não tem nada que saber, fiz assim:

O vamos precisar:
1 Ovo cozido por pessoa
Atum
pimentos doces de conserva
cebola
mel 
vinagre balsâmico

Mãos na massa:
Num fio de azeite alourar a cebola ás rodelas fininhas.
Cortar os pimentos ás tirinhas fininhas e reservar.
Assim que a cebola estiver pronta, adicionar os pimentos e envolver, deixar aquecer e retirar do lume.

Colocar sobre o prato a servir a mistura de pimentos e cebola. Regar com mel q.b. e por cima colocar  o atum. Decorar com o ovo partido em quartos e regar com vinagre balsâmico. 

Adoro-a assim simples e fácil. 
*bj sem espiga

quarta-feira, novembro 09, 2016

Bolo de chocolate cremoso sem glúten



Tenho andado num rebolice tão grande que o tempo me foge para fazer o que mais gosto. Cozinhar porque tem de ser e nem tempo tenho para registar aqui no blog as receitinhas e com direito a foto bonita. Bem, quem me segue via Facebook até vai acompanhando as receitas ainda que com fotos tiradas à pressa no telemóvel... Enfim será uma fase!!

Num destes dias o-mais-que-tudo pediu-me um bolo de chocolate, quem me segue sabe que não sou muito de chocolate, só de vez em quando, já ele come por dois. vai daí andei pela Internet para arranjar "aquela receita" que funcionasse bem sem gluten. Deitei o olho ao Chef Avillez, quer dizer ao bolo de chocolate do Chef josé Avillez, alterei para a fórmula magica gluten free e plimmmm!!!  Não é que ficou bom, mas bom?

Bem, tive de esconder o bolo, pois nem ele nem eu (que não sou muito de bolos de chocolate) lhes tirávamos os olhos de cima, para comer mais uma fatia depois de duas de seguida."Longe da vista, longe do coração" hahaahahah
Sou gulosinha sim, gosto de comer saudável, mas confesso já aqui que, fico doida por uma fatia de bolo ou um docinho de colher....uns docinhos de vez em quando não me tiram o sono.

Meus amigos celiacos virtuais este belo bolo de chocolate fica tão fofinho que, assim que o tirei do forno, me fez parecer um pão de ló de chocolate. Depois fica bem húmido e quando ainda quente (sim ele não resistiu e comeu uma fatia ainda quente) até parece mousse de chocolate. Quem quer uma fatia? já quase não há...
Este é daqueles que fica bem com a bola de gelado em cima....quem vai resistir?





O que vamos precisar:
250 gr de manteiga
200 gr de chocolate de culinária da Nestlé (sem glúten)
200 gr de açúcar
50 gr de farinha sem glúten (usei da Nacional sem glúten)
1 colher de sobremesa de fermento (a farinha já tem fermento)
1 colher de sobremesa de goma xantana (existem farinhas que já têm na sua composição esta goma, se for o caso não será necessário adicionar)
6 ovos
Açúcar em pó a gosto

Mãos na massa:

Pré aquecer o forno a 180 ºC.
Derreter a manteiga ou margarina com o chocolate, em lume brando (cuidado para não queimar.
Com a batedeira bater as gemas com o açúcar até se obter um creme esbranquiçado e cremoso. Adicionar o chocolate a este preparado até que fique homogéneo.
No fim, já sem batedeira, com a ajuda de uma colher de pau envolver a farinha e por fim as claras batidas em castelo.

Numa forma redonda, e para ser mais pratico, em vez de a untar com margarina e farinha, forrei-a com papel vegetal, verti a massa do bolo e levei ao forno por 50 minutos (embora a receita nos sugerisse 35 minutos - talvez para ficar cremoso). O melhor mesmo, e como os fornos são todos tão diferentes, é fazer o teste do palito para ver se está cozido e se está ao V. gosto - mais ou menos húmido/cremoso. já sabem a partir dos 35 minutos de forno, vão espreitando. 

Otimo para um fim de semana de filmes no sofá...hummm
Bom apetite
*Bj sem espiga