quinta-feira, agosto 25, 2016

Vai uma pizza diferente?

Quem precisa de massa sem glúten quando podemos fazer uma pizza com base de batatas? 

Isto para os celíacos é como encontrar o tesouro. 


Batatas, queijo mozarela, oregãos, tomate, cogumelos e ovo, fizeram as delicias do nosso jantar de ontem. Posso-vos dizer que é daqueles pratos que nos deixa satisfeitos, porque é simples, rápido de fazer e o melhor é que é mesmo bom! Igual a uma pizza "normal".
A Cris, põe a mesa, postou o video Bon Ap´e eu não perdi tempo a fazer. 
Carreguem no link na Bon Ap´para verem o video, de como fazer esta maravilha.

Façam e digam de vossa justiça. Eu daqui aconselho.
*Bj sem espiga e bom apetite

terça-feira, julho 19, 2016

Pão de linhaça sem gluten


Quem me segue no facebook pediu a receita deste pãozinho de linhaça, que publiquei há tempos. Aqui fica a receita:

O que vais precisar:
450gr de farinha Schar mix pan
1 pacotinho de fermento seco sem gluten para pão (marca schar ou marca Condi gold no Continente)
100gr de farinha de linhaça - marca Bauk Hof - comprei no Celeiro
1 colher de chá de goma xantana (à venda em lojas Celeiro e Supercor)
1 colher de chá de sal
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de mel
2 garrafas pequenas de água com gás (2x0,25L) ou a mesma quantidade de agua morna

Reparem que em vez de água, este pão levou água com gás e em vez de açúcar levou mel. Tanto a água com gás como o açúcar fazem com que o pão ganhe algum volume.
Neste caso, não usei açúcar, mas sim mel. Assim dei-lhe um toque de cor e de sabor. O lado açucarado no pão ajuda a que o miolo fique sempre mais cerrado. 
O azeite adquire um papel importante para conseguirmos um pão mais alto, mais esponjoso, mais saboroso, garantindo maior validade.

Mãos na massa:
No recipiente da MFP, juntar os líquidos e de seguida os sólidos, tendo o cuidado de não misturar o sal com o fermento. 
Escolher o programa de massa de 1:30h.
Assim que estiver pronto, retirar a massa da MFP e colocar sobre uma forma de bolo inglês, previamente forrada com papel vegetal. Como a massa não é moldável, uso sempre o papel vegetal que nos ajuda a desenformar quando cozido.

*bj sem espiga


Bolo de courgete sem gluten



Antes de ir de ferias fiz este bolo que me deixou a casa com um cheirinho bom a canela e limão. Coisas simples que eu adoro, coisas simples cheias de amor. Bolo de courgete e amêndoas, sem gluten, fofinho e delicioso. 
E quem é que diz que é um bolo de vegetais?



O que vamos precisar:
3 ovos
370 gr de açúcar
100 ml de óleo
1 colher de chá de essência de baunilha
280 gr courgette ralada com a pele (usei sem pele)
1 pitada de sal
2 colheres de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de fermento em pó
275 gr de farinha sem gluten (usei Doves Farm)
2 colheres de chá de canela
125 gr de nozes raladas
Raspa de um limão


Mãos na massa:
Bater os ovos com o açúcar. De seguida adicionar o óleo e a baunilha. Mexer bem.
Adicionar a courgette ralada, o sal, o bicarbonato, a canela, o fermento em pó e a farinha.
Juntar ao preparado as nozes raladas. Mexer. Adicionar as nozes picadas e a raspa de limão.
Colocar o preparado num tabuleiro, previamente untado com margarina.
Levar a cozer ao forno pré-aquecido a 190ºC durante aproximadamente 40 minutos.


Esta receita foi retirada do Blog Cinco Quartos de Laranja 
http://www.cincoquartosdelaranja.com/2008/06/bolo-de-courgette-e-nozes.html

terça-feira, julho 12, 2016

Mosaico de gelatina sem gluten



Lembro-me da minha mãe fazer este doce, mas de uma maneira diferente, ela fazia a parte branca, do leite condensado, por baixo e dispunha todos os quadradinhos de gelatina por cima.
O doce faz-se exactamente da mesa maneira mas dispõe-se de forma diferente. Cá em casa foi um sucesso, e agora no Verão é uma sobremesa fresquinha que cai sempre bem.

O que vamos precisar:
3 gelatinas à escolha 
1 lata de leite condensado
1 pacote de natas
6 folhas de gelatina

Mãos na massa:
No dia anterior ao que vão servir o doce, fazer as gelatinas de acordo com as instruções no verso da embalagem. 
Colocar em recipientes separados e de preferência quadrados. Levar ao frigorífico. Depois de solidificadas cortar aos cubos e reserve.

Hidrate as folhas da gelatina num pouco de agua fria por 10 minutos.
Enquanto isso, num recipiente, bata as natas e adicione o leite condensado.

Leve aos micro-ondas uma chávena com metade de agua. Logo que agua comece a ferver, retire-a do micro-ondas e acrescente as folhas de gelatina previamente espremidas. Mexa até se dissolverem, e adicione ao preparado anterior.

Forrar uma forma de bolo inglês com papel celofane transparente. No fundo da forma disponha alguns cubos de gelatina, alternando as cores. O fundo da forma vai ser o topo do mosaico, assim que desenformar, por isso coloque o que quer que se veja. Deite um pouco de creme branco por cima. Volte a colocar mais uma camada de cubos de gelatina e novamente creme branco.
Levar aos frigorífico até que endureça. Desenforme na hora de servir. 

*bj sem espiga
Bom apetite.

segunda-feira, julho 11, 2016

Um fim de semana do lado de lá

No passado fim de semana rumámos ao Alentejo e claro já era de esperar o calor tão característico da zona. Só ainda não esperávamos os 38ºC que se fizeram sentir. Nestas alturas só nos sabe bem estar dentro de agua, ou perto dela, e água no interior do Alentejo só mesmo piscinas, praias fluviais, barragens qualquer coisa que nos refresque, é bom!

Demos um salto ás piscinas da vila mais romântica do Alentejo, a já conhecida Sintra do Alentejo, a Vila de Castelo de vide muito associada aos seus jardins, à abundante vegetação e ás suas tão características ruelas cheias de pormenores encantadores.



                                


Como estamos bem perto de Espanha, ao jantar fomos convidados a conhecer este local também encantador. Trata-se de uma pequena marina, situada do lado de lá da fronteira, Villareal perto de Olivenza. 
Villareal é um apequena aldeia Espanhola onde se pode visitar a Igreja de Nª Sra. da Conceição e o Cais junto ao Rio Guadiana que fica mesmo em frente à fortaleza de Juromenha. É aqui que se situa esta pequena maravilha escondida.

Primeiro, porque nos oferece esta vista fantástica sobre o rio e sobre Portugal. A melhor altura do dia para esta visita, penso que é mesmo quando o sol se põe sobre o Castelo. Atenção que estamos em Espanha e é uma hora a mais.

Depois porque nos oferece calma e uma tranquilidade diferente. aqui consegues desfrutar do sol até as 22h, e como se janta tarde em terras Espanholas, consegues apreciar o teu vinho até mais tarde e petiscar calmamente umas belas entradas. 

A ementa está legendada com os símbolos dos alergéneos, o que pode facilitar a escolha. 
A nossa escolha foram as saladas, destaco esta maravilhosa salada de pimentos doces, cebola e atum, divinal...já a repeti em casa! Um dia vou deixar a receita. 

Apesar de ter opções sem gluten, não me pareceu que fosse certificado, mas pela vista e pelo ambiente aconselho, nem que seja para estar um pouco à beira rio a apreciar este fantástico por do sol em boa companhia e com um vinho bem fresquinho a fazer um brinde à Vida.




                              




sexta-feira, julho 01, 2016

Fui conhecer a MyIced em Alvalade! Gelados sem gluten, sem lactose e sem açucar.

Nesta semana estivemos pela gelataria MyIced, em Alvalade. Já conhecem? 



Trata-se de um conceito inovador em Portugal de self service frozen yogurt. E o melhor de tudo é que é certificada pela APC e Biotrab, dando assim a segurança de que os celiacos precisam, para que descansadamente saboreiem os geladinhos desta simpática casa.

Todos estes gelados de vários sabores são sem gluten, sem lactose e sem açúcar, e somos nós que criamos o nosso próprio gelado. Assim o Sr. Fernando explicou-nos tudo certinho, direitinho de como fazer o gelado perfeito. Depois de escolhermos os sabores, escolhemos o que colocar em cima, e a escolha vai desde smarties, fruta, nozes, chocolate branco, e umas bolinhas coloridas de fruta que me despertaram uma tremenda curiosidade. E que boas que elas eram, para além de darem um ar diferente aos gelados! Bem feito o gelado, no final é so pesar e pagar, claro.

Uma nota, todos os ingredientes sem gluten, que podemos escolher para adicionar ao nosso gelado, se encontram devidamente acuatelados e em recipiente fechado, em cima do balcão, excluindo assim a possivel contaminação cruzada.

Aprovados os gelados e o conceito, (por uma celiaca e um não celiaco)! Ah outra nota,existem mais MyIced´s mas só a de Alvalade é que tem opções sem gluten, ok? 
Aqui fica a morada Rua Jose d´Esaguy 6A, Alvalade. (uma perpendicular á Av. da Igreja)

Parabens Sr. Fernando pela vontade de agradar e adoçar em segurança a boca dos Celiacos. Só falta uma coisa, os cones ou os copos em bolacha sem gluten, aiiiiiaiaiaiiaaiiai tenho tantas saudades!



 




  

 *Bj sem espiga 

terça-feira, junho 28, 2016

O que leva um Celiaco para a praia ? crepes de aveia sem gluten




Crepes, tem sido a "nossa" escolha para levar para a Praia. Fresquinhos, recheados com que mais gostamos e bem acomodados lá vão eles na geleira. Comecei a levar para mim mas agora já levo para dois!

Na geleira (pequena - detesto carregar coisas para a praia) para além dos crepes, levo muita agua, fruta bem sumarente, entre melão, melancia, ameixas, ananás e por aí.... e estes palitinhos de cenoura para ir trincando enquanto leio, sabe-me pela vida!!




No Domingo fiz estes crepes no dia anterior e de manhã foi só rechear e enrolar. 
Costumo fazer numa frigideira grande, assim dá para fazerem um rolo grande e cortarem ao meio, mais rápido e mais simples de fazer e de rechear. 

O que vamos precisar:
50gr de aveia triturada sem gluten
60gr de farinha sem gluten (usei Nacional)
100ml de leite (pode ser mais ou menos consoante gostem da massa mais espessa ou mais liquida)
2 ovos inteiros
sal e pimenta a gosto

Mãos na massa:
Triturar tudo num misturador. Se a massa estiver muito grossa acrescentem mais um pouco de leite, se estiver liquida, mais um pouco de farinha. Vocês mandam!! Eu gosto deles assim mais para o grossinho, mas são gostos!
Aquecer uma frigideira anti aderente com um bocadinho de óleo de amendoim. Assim que estiver quente, cobrir o fundo da frigideira com uma camada massa. Assim que der para virar, virem e deixem mais um pouco.
Retirem e reservem. 
Desta vez para o recheio coloquei no misturador, 1 lata de atum, queijo Philadelphia, milho e triturei, no fim juntei tomates cereja cortados ao meio e triturei so mais um pouco, para se sentir os bocadinhos inteiros.
Depois é só enrolar e levar para a praia. Vai-vos saber que nem ginjas, fresquinhos então upa upa ahaha 
*bj sem espiga 
Boa Semana para todos

quarta-feira, junho 22, 2016

Baguetes sem gluten


Há uns tempos comprei umas bagueteiras de silicone no Lidl. A ideia era fazer umas baguetes de chouriço, mas com a correria do dia esqueci-me de comprar o dito cujo e precisava mesmo de fazer pão. Não, não ando sempre a fazer pão, mas se estou muito tempo a pão de compra, fico com saudades do " meu " pão caseiro e fresquinho no café da manhã. 
Ontem experimentei-as e até gostei do resultado, embora tenha de fazer algumas adaptações para a próxima vez. 

A receita é a mesma de sempre. Pão branco com farinha Schar + farinha de arroz. E porquê? Porque das varias receitas de pão que já experimentei, esta foi a que mais gostei e aquela que nunca me deixou ficar mal. Sai sempre bem, saborosa, com boa textura e rápida de se fazer, que é como se quer rápido, fácil e saboroso. Costumo dizer que quase se faz sozinho! 

Fiz a mesma receita mas com algumas diferenças:

i) Fermento: Desta vez, em vez do Condi, ou do Schar usei a marca Fermipan, que não ficou mal de todo e sendo bem mais económica a embalagem (comparada à marca Schar) vou usar mais vezes; 
ii) em vez de verter toda a massa para uma forma, deitei directamente sobre a bagueteira varias colheradas de massa, 
iii) Deixei menos tempo no forno, pois estes belos pãezinhos são mais baixinhos, ainda assim deveriam ter ficado mais um pouco no solário já que ficaram demasiado branquinhos 
iv) em vez de pão saíram três ahahah

Para acederem à receita carreguem AQUI 

*bj sem espiga

terça-feira, junho 21, 2016

Bom dia a quem já não tem paciência para pão com manteiga

Muitas pessoas que me seguem, perguntam-me o que como ao pequeno almoço. Muitas porque já não aguentam o pão com manteiga, ou com fatias de queijo, outras porque já enjoaram o sabor do mesmo pão sem gluten, de todos os dias. Outras achas que comemos sempre o mesmo. Então meus amigos celiacos esta é a combinação perfeita para um pequeno almoço sem gluten. Ora provem e depois falamos.


Pão sem gluten, este é da Schar, barrado com queijo creme Philadelphia, rodelas de banana por cima, tudo polvilhado com canelaaaaaaa. Faz acordar todos os sentidos, não duvidem.
O leite é de arroz. 

Bj sem espiga e façam o vosso dia feliz